quinta-feira, 12 de junho de 2014

Não estamos todos em um só ritmo!



          No dia 30 de outubro de 2007 o Brasil foi anunciado como sede da Copa do Mundo de 2014 e uma grande festa tomou conta de nossas ruas, o futebol finalmente voltou para casa, 64 anos depois de nossa primeira Copa, teríamos o maior evento do mundo em nossas terras, e com tudo isso, infra estrutura, desenvolvimento de nossas cidades, saúde, educação, enfim, o Brasil do futuro havia chegado.

         Quase sete anos depois a história é completamente outra, o Brasil do futuro não saiu do papel, saúde e educação estão muito aquém do que maginávamos em 2007, algumas obras de infraestrutura nas cidades foram feitas, mas não como se esperava, e a festa deu lugar às manifestações e greves. Não estamos todos em um só ritmo. Andando pelos bairros do Rio de Janeiro, percebo algumas ruas pintadas, enfeitadas, mas tenho a sensação que em outras Copas o movimento era maior, e esperava-se que a 1 dia da abertura do evento, o país estivesse totalmente engajado nesta grande festa, mas não é o que está acontecendo.

        Muitos acreditam que ao longo da competição este quadro possa mudar, a população deixará momentaneamente as manifestações e abraçará a Copa do Mundo, torcerá pela seleção canarinho esquecendo-se de suas mazelas e aproveitará a grande festa, mas será que isso vai mesmo acontecer?

          Acredito que no íntimo grande parte da população brasileira desejou muito a Copa do Mundo, e ainda a deseja. A FIFA nunca recebeu tantas inscrições no programa de voluntariado para o evento e isso demonstra o amor que o brasileiro tem pelo futebol, mas a atitude de nossos governantes sufocou e muito este sentimento.

     Nossa torcida é que o tão esperado 12 de junho seja uma grande festa, não pelo que foi feito(ou pelo que foi mal feito...), mas pelo simbolismo que é realizar e participar de uma Copa do Mundo em seu país, gerações esperaram por este dia, não sei se nossos filhos verão outra Copa no Brasil, o que faz desta data um marco histórico

Então aproveite!

Você terá uma grande história para contar dos 31 dias que marcaram a segunda Copa do Mundo no Brasil.

1 comentários:

INSD Forever disse...

Então nada mudou .. de certa forma o governo brasileiro se incomodou em apenas bem receber o evento e todos uma parcela diminuta de brasileiros que podem arcar com esse preço de ingresso. O que mudou foi a reação da população, mudou também a empolgação, engolida pelo descaso. O protesto, silencioso ou não, está além da Copa. É a indignação e crescente discussão sobre a situação real do país das mulatas, café e futebol. Tenho certeza que a população quer ver sua seleção ganhar, mas a que preço, de representar um país de faz de contas?

12 de junho de 2014 09:20

Postar um comentário

Pesquisar este blog