domingo, 12 de agosto de 2012

Copa do Brasil e Sul-Americana 2013: acordos comerciais são mais importantes que o futebol




A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou essa semana mudanças no critério de classificação para a Copa Sul-Americana 2013. Agora os 8 classificados serão os 8 mais bem colocados no Brasileirão 2012 que não estejam disputando as oitavas de final da Copa do Brasil 2013. Caso as vagas não sejam preenchidas por esses times, os classificados serão (pasmem), na ordem, os 4 melhores colocados da Série B 2012 ou os 4 rebaixados na Série A 2012.

A justificativa apresentada é que a Copa do Brasil 2013 terá 86 times disputando, fazendo com que ocupe um período mais extenso do calendário. Assim, teoricamente seria complicado para um clube disputar Copa do Brasil e Sul-Americana ao mesmo tempo.

Entretanto, a pergunta que deve ser feita é: por que aumentaram o número de participantes da Copa do Brasil para 86 times?

A Copa do Brasil 2012 foi disputada por 64 clubes. Número mais que suficiente para se colocar os 20 clubes mais bem colocados no ranking nacional e ainda pegar mais 2 clubes de cada estado brasileiro. Assim, qual a necessidade de se colocar mais clubes e inchar ainda mais o tumultuado calendário do futebol brasileiro?

A explicação é simples: parceira entre as duas entidades que comandam o futebol brasileiro, Globo e CBF.
Os direitos de transmissão da Copa Sul-Americana 2013 foram comprados pela Fox Sports. Fato que já havia ocorrido com a Taça Libertadores 2012. Isso significa que a Globo poderia no máximo fazer um acordo com a Fox para transmitir alguns jogos. Mas como se viu na Libertadores, é bem provável que a Globo transmita menos jogos do que a Fox Sports. Assim, basicamente a Globo só teria o Campeonato Brasileiro para transmitir no segundo semestre. E enquanto a Copa Sul Americana estivesse acontecendo, perderia audiência nos jogos dessa competição que fossem transmitidos durante os dias úteis da semana.
Assim, a solução encontrada foi esvaziar a Copa Sul-Americana e valorizar a Copa do Brasil. Clubes que forem eliminados precocemente da Libertadores 2013 (que são justamente os melhores do Brasileirão 2012) também poderão entrar na Copa do Brasil. Com isso, dificilmente teremos 8 clubes do primeiro escalão do futebol brasileiro disputando a Sul-Americana. Dessa forma, é bastante provável que as maiores torcidas do Brasil não acompanhem a Sul-Americana, diminuindo a audiência da Fox Sports.

Essa artimanha deixa bastante claro que os verdadeiros interesses no futebol brasileiro. Atualmente vemos vários técnicos reclamando do calendário brasileiro, que são jogos e viagens em sequência que mal lhe dão tempo para treinar e preparar a equipe. Ora, como essa inchaço da Copa do Brasil será benéfico então? Só que isso não interessa. O importante para CBF não são os clubes, mas sim seus acordos comerciais. E dentro desta ideia, é necessário agradar à eterna parceira Globo, que tanto apoio deu ao ex-presidente Ricardo Teixeira.

O mais lamentável nisso tudo é ver a postura passiva dos clubes. Desprezam uma competição internacional como a Sul-Americana e aceitam participar desse mostrengo criado na Copa do Brasil. E depois reclamam da sequência de jogos. Por que não se manifestam agora? Provavelmente por serem reféns do sistema que nada fazem para alterar. O torcedor? Ah, isso é só um detalhe para eles...

1 comentários:

Anônimo disse...

Os times vao perder de proposito para disputar a sulamericana, pode escrever. O premio é maior, da vaga na libertadores, disputa aquele torneio do japao e mais recopa! Copa do brasil o premio e menor e so da uma vaga na libertadores.

22 de agosto de 2012 20:37

Postar um comentário

Pesquisar este blog